Na multidão dos meus pensamentos dentro de mim…

Eu me lembro da primeira vez que li a Bíblia inteira. Como aquelas palavras entravam e penetravam minha carne. Como me deleitava naquelas letras, muitas vezes sem entender direito, mas sempre dando algum sentido àquelas palavras com as vivências que possuía. Devia ter uns 17 anos quando pela primeira vez li esse versículo: “Na multidão dos meus pensamentos dentro de mim, tuas consolações recrearam minha alma” – Salmos 94:19. E nunca mais me esqueci. Estava nas ansiedades pós-ensino médio, trabalhando na recepção de um escritório que vendia metal e com a decisão de fazer teologia.

10 anos se passaram. Tantas coisas que aconteceram. Uma outra Angelica vai de encontro a mesma Bíblia. Deus, palavra já desgastada, ainda fala. Deus ainda abraça as vidas da sua Criação com a poesia de outras vidas, de outras mãos. As consolações de Deus para esse momento de coronavírus vem com o afeto dos nossos irmãos e irmãs, com a solidariedade genuína, com a tentativa de construir uma relacionalidade outra com o mundo, a qual tudo faz parte de mim. Uma unidade plena entre a Criação e Deus. Nas tradições indianas chamamos de advaita, a não-dualidade. Nas tradições cristãs chamamos da ciranda divina, a qual nos tornamos um com a Trindade.

O momento de recolhimento. Momento de luto. Minha prece para esses dias é que nossos corações não se endureçam com as iniquidades, que nosso amor não se esfrie. Que a compaixão seja gestada no útero de nosso coração, para que assim,  nossas ações e palavras sejam o advento da consolação divina, do afago e da alegria.

Pensando nisso, me ajuntei aos amigos e amigas da caminhada de fé&luta para acarinhar a alma com palavras molhadas de amor e espiritualidade. Um devocionário para esses dias complicados. Espiritualidades que se misturam, cores que correm soltas e ultrapassam os limites da razão, corpos que dançam e choram, somos a contradição, somos misturas.

Que as multidões de nossos pensamentos sejam povoadas pelo  amor e companheirismo das boas gentes. Espero que esse pequeno livreto, feito com afeto, traga um pouco da plural voz de Deus.

Você pode baixar clicando aqui:

Na multidão dos meus pensamentos dentro de mim: Meditações para a quarentena

 

Com amor,

Angelica Tostes

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s