As orações de Trevor Hall

Tempos atrás um amigo me apresentou um cantor chamado Trevor Hall e disse que eu gostaria bastante das músicas dele. Dito e feito! A sonoridade logo me agradou, um estilo inexplicável: uma mistura de um rock acústico, reggae e mantras em Sânscrito. Trevor Hall teve muitas influências da espiritualidade hindu, passou alguns anos estudando a cultura védica e aprendendo música de mestres na Índia. E assim comecei a prestar atenção nas letras e querer entender mais os significados das canções, foi então que me deparei com várias orações e adorações a Deus.

trevor1

A primeira música que me chamou atenção foi Jagadeesha. Há uma parte na letra que diz: “Oh, Jagadeesha, eternal teacher, Bless all our hours, hours, hours!”. E assim fui procurar o significado de Jagadeesha e encontrei o mantra: ॐ जय जगदीश हरे OM Jai Jagdish Harey. Um lindo mantra que exalta a Deus e o proclama como o Senhor do Universo (Jagdish). Esse mantra é normalmente entoado na congregação no momento do Arati (ritual de adoração, parte de um ritual chamado puja), simbolizando a rendição total a Deus, renúncia final do ego a Deus. No mantra completo podemos ver a beleza de Deus como ele cuida dos seus filhos.

Outra canção que conquistou meu coração foi a Unity, que o cantor Matisyahu também participa. Unity é uma canção que fala sobre a unidade com Deus e sobre os diferentes rios que levam ao verdadeiro Amor, a Verdade e a Vida. Convida todos a participarem do banquete unidos e dançarem em uma verdadeira comunhão. Fala como devemos apenas experimentar a misericórdia divina e nos derreter perante sua Graça, parar de racionalizar Deus e colocá-lo em caixas teológicas. E viver a Unidade – Advaita – a Não-Dualidade.  É o gelo colocado na torrente, embora em estados físicos diferentes, se tornam um. Assim como Jesus orou ao Pai:

“Minha oração não é apenas por eles. Rogo também por aqueles que crerão em mim, por meio da mensagem deles, para que todos sejam um, Pai, como tu estás em mim e eu em ti. Que eles também estejam em nós, para que o mundo creia que tu me enviaste. Dei-lhes a glória que me deste, para que eles sejam um, assim como nós somos um:eu neles e tu em mim. Que eles sejam levados à plena unidade, para que o mundo saiba que tu me enviaste, e os amaste como igualmente me amaste.” João 17:20-23

A última canção que quero destacar é a Where’s The LoveA indagação logo no início da música é: “So many Gods but no love for the people, My mama told me that we’re all made equal.(…) So many prayers yeah but where’s the prayer for peace?”  É interessante a maneira da qual ele questiona esses pontos e se pergunta: “Onde está o amor?”. As religiões fazem atrocidades em nome das divindades que falam de amor, de paz e união. Utilizam o nome de Deus para testificar seu próprio ódio.

Trevor Hall, através de sua arte, nos convida para uma espiritualidade mais integral e questionadora. O último álbum de Trevor foi lançado ano passado (2015) e se chama KALA, que em sânscrito significa Tempo. Nas suas músicas é possível encontrar a Beleza de Deus e experimentar o transcendental. A música e a espiritualidade caminham lado a lado.

Om Shanti.

tumblr_mr7lizf3oX1suvvvdo1_400

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s