Panorama da Teologia Feminista Brasileira – parte 6

Esse texto faz parte da série Panorama da Teologia Feminista Brasileira.
[parte 1, parte 2, parte 3, parte 4, parte 5]

Como diria Ivone Gebara “a teologia feminista é parte de uma revolução cultural que ainda está em seus primeiros passos”.  A série “Panorama da Teologia Feminista Brasileira” tem como objetivo dar visibilidade e voz para as mulheres que tem ousado dar esse passo e fazer parte dessa revolução cultural. A sexta parte da série abordará 4 mulheres engajadas na teologia e hermenêutica feminista.

Maryuri Mora Grisales

“Doutora em Ciências da Religião pela Universidade Metodista de São Paulo. Possui mestrado em Ciências da Religião pela Universidade Metodista de São Paulo (2011). Graduação em Teologia pela Fundación Universitaria Bautista (2008)”. Faz parte da REJU (Rede Ecumênica da Juventude) desde 2010 e as áreas de interesse, trabalho e pesquisa são: teologia feminista, teologia da libertação, corporeidade e ética. Sua dissertação de mestrado foi na temática (2011):  “?Las caleñas son como las flores?? Tensão discursiva sobre os corpos das mulheres protestantes de Cali”. E sua tese de doutorado (2016): “Rastros de Eros: Para uma er/ética subalterna”. Possui diversos artigos e apresentações sobre feminismo e religião, como: “A ideologia da submissão na literatura cristã para mulheres” (2011); “Teología y género” (2012); “Os mundos de Frida Kahlo: Uma hermenêutica feminista de uma religiosidade ?mestiza?” (2013); “Sustentabilidade para quem? Apontamentos desde uma reflexão ética feminista.” (2014);  “Aportes e desafios das teologias feministas e do discurso pós-colonial para a teologia latino-americana” (2013);  “Corpo e sexualidade no cotidiano das mulheres protestantes de Cali-Colômbia” (2012).

Lilia Marianno

Administradora, teóloga e professora. Diretora da EAGLE – Gestão de Ensino. Mestre em Teologia pelo Seminário Teológico Batista do Sul do Brasil e em Ciências da Religião pela Universidade Metodista de São Paulo. É autora de quatro livros nas áreas de relações humanas, ética e espiritualidade. Foi missionária da Operação Mobilização e atuou por vários anos na diretoria da Associação Brasileira de Pesquisa Bíblica – ABIB. Pesquisa conflitos e seus reflexos nas relações de gênero, classe, etnia, religião e trabalho. Seus mestrados foram nas seguintes temáticas: “Estrangeiros de Javé: conflitos étnicos e exclusão de mulheres e crianças no judaísmo primitivo” (2003);  “A ameaça que vem de dentro: um estudo sobre as relações entre judaítas e estrangeiros no pós-exílio em perspectiva de gênero” (2007). Diversos artigos sobre Bíblia, gênero, feminismo: “Que alegria! A palavra de Javé também veio à mulher. Uma análise eco-feminista em Gn 16.” (2005);  “Profetisas no Antigo Israel: entre um conselho e outro interferindo no curso da história” (2008);  “Sexualidade e saúde pública no judaísmo do período greco-romano” (2011);  “Sogra e nora: parceiras? Viúvas e estrategistas sobrevivendo à fome.” (2016).

Priscila Kikuchi Campanaro

Possui bacharelado e licenciatura em Ciências Sociais (2007), bacharel em Teologia(2010), especialização em Docência no Ensino Superior (2010), mestrado em Ciências da Religião (2014). Atualmente é Doutoranda no programa de Pós-Graduação em Ciências da Religião na Universidade Metodista de São Paulo com pesquisa na área de Gênero, Religião e Migração. Faz parte do Grupo de Pesquisa Mandrágora/NETMAL nesta mesma instituição. Seu mestrado foi na temática: “Pelo Sagrado Direito de Decidir” (2014) e atualmente está no programa de doutorado com o tema: “Ressignificações ético-teológicas da violência de gênero experimentada pelas migrantes bolivianas na cidade de São Paulo: uma análise a partir das teorias e teologias feministas pós-coloniais e descoloniais”. Escreveu artigos como, por exemplo,  “Teologia Feminista e Católicas pelo Direito de Decidir: caminhos e desafios teórico-práticos de uma produção e atuação teológica- militante pela vida das mulheres” (2015). Organizou um livro “Sabores e Saberes do IV Congresso Latino-Americano de Gênero e Religião” (2016). E apresentou diversos trabalhos nas temáticas de feminismo, gênero, religião e migração.

Sandra Duarte de Souza

Possui graduação em Serviço Social pela Faculdade Paulista de Serviço Social (1989), graduação em Teologia pela Universidade Metodista de São Paulo (1992), mestrado em Ciências da Religião pela Universidade Metodista de São Paulo (1995), doutorado em Ciências da Religião pela Universidade Metodista de São Paulo (1999) e pós-doutorado em História Cultural pela UNICAMP (2010). Atualmente é professora titular da Universidade Metodista de São Paulo, coordenadora da área de Religião, Sociedade e Cultura do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Religião, editora da Mandrágora-Revista de Estudos de Gênero e Religião e editora da Revista Estudos de Religião. Tem experiência na área de Sociologia, com ênfase em Sociologia da Religião, atuando principalmente nos seguintes temas: religião, gênero e política. É membro da Associação de Cientistas Sociais da Religião no Mercosul (ACSRM); da Latin American Studies Association (LASA); da Sociedade de Teologia e Ciências da Religião (SOTER); e da Associação Brasileira de História das Religiões (ABHR). Sua tese de doutorado foi na temática: “Teo(a)logia, Ética e Espiritualidade Ecofeminista: Uma Análise do Discurso” (1999). Escreveu diversos livros sobre feminismo e religião: “Gênero e Religião no Brasil: Ensaios Feministas” (2006); “A casa, as mulheres e a igreja: gênero e religião no contexto familiar” (2009);  “Fundamentalismos Religiosos Contemporâneos” (2013), ajudou na organização dos livros “Estudos Feministas e Religião: Tendências e Debates – Volume 1 e 2” (2014; 2015).

5 pensamentos sobre “Panorama da Teologia Feminista Brasileira – parte 6

  1. Pingback: Panorama da Teologia Feminista Brasileira – parte 5 | angeliquisses

  2. Pingback: Panorama da Teologia Feminista Brasileira – parte 4 | angeliquisses

  3. Pingback: Panorama da Teologia Feminista Brasileira – parte 3 | angeliquisses

  4. Pingback: Panorama da Teologia Feminista Brasileira – parte 2 | angeliquisses

  5. Pingback: Panorama da Teologia Feminista Brasileira | angeliquisses

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s